Manifesto Sobre A Importância Dos Primeiros 1000 Dias De Vida

Conclamamos os governos através de políticas públicas, o engajamento da sociedade e de todos que lidam com a infância e adolescência, a participarem do nosso propósito

17 de novembro, Dia Mundial da Prematuridade

Os 1.000 dias entre o início da gravidez de uma mulher e os dois primeiros anos do seu filho é um período extremamente importante no desenvolvimento da criança e marcado por intenso contraste entre oportunidade e vulnerabilidade.

Várias pesquisas nos campos das neurociências, desenvolvimento infantil e epigenética demostram que nutrição, convivência humana, ambiente emocional e estimulação adequados proporcionam uma janela única de oportunidade para a formação e desenvolvimento de mentes saudáveis, com enorme capacidade de transformação do mundo.

Cerca de 30 milhões de bebês nascem prematuros por ano no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. O Brasil contribui com taxas relevantes de prematuridade. É um problema de saúde pública. O cuidado no pré-natal com assistência adequada à gestante é essencial na prevenção da prematuridade. E, caso não seja possível evitá-la, os seguintes fatores são essenciais nesse período tão vulnerável do neurodesenvolvimento: a presença do pediatra na sala de parto, equipe de obstetrícia experiente e capacitada, berçários de qualidade, monitoramento e promoção dos estímulos necessários, diagnósticos precoces e intervenções adequadas.

Investir no projeto dos 1.000 dias é um dos objetivos do Sapiens (um programa de conexão da Abenepi com a sociedade), que vai ao encontro do nosso propósito:

“Cuidar do que nos faz humanos desde os primeiros anos. Porque mentes saudáveis criam um mundo melhor”